ImageChef Custom Images

O INTUITO DO MEU BLOG É INFORMAR,TROCAR EXPERIÊNCIAS,IDÉIAS E CONTAR SOBRE MINHA TRAJETÓRIA.O BLOG SE REFERE A OBESIDADE,CIRURGIA BARIATRICA,EMAGRECIMENTO,AUTO ESTIMA,SAÚDE,BOA FORMA E AFINS.

SEJAM SEMPRE BEM VINDOS!
"...quero chamar a atenção de quem pretende emagrecer,tudo envolve uma verdadeira mudança de filosofia de vida, novas visões, novos objetivos, novos comportamentos."



"SEM ESFORÇO NÃO EXISTE RESULTADO"



"EU QUERO,EU POSSO,VOU CONSEGUIR"

use como um mantra...boa sorte!

terça-feira, 10 de julho de 2012

O QUE MUDA PARA O PACIENTE OPERADO PELA TÉCINICA DE FOBI-CAPELLA?



"Por isso tanta mudança de hábitos, preparação, palestras, consultas... não é nada fácil"
Priscila Bruno.

O QUE MUDA PARA O PACIENTE OPERADO PELA TÉCINICA DE FOBI-CAPELLA?  
Como essa modalidade é basicamente restritiva o paciente deverá entender que seus hábitos alimentares deverão ser modificados definitivamente.
 
1. Diversificar os alimentos e seguir as orientações do nutricionista. Os alimentos deverão ser bem selecionados segundo critérios nutricionais e não somente pelas preferências do paciente ou pelo sabor. O volume final de um bom almoço é de aproximadamente 300gr. Se o paciente operado insistir em comer apenas um tipo de alimento ele ficará saciado e não existirá espaço para outras variedades de nutrientes também importantes.
2. A mastigação deverá ser exemplar. Alimentos sólidos devem ser bem triturados na boca antes de ser deglutidos. Um pedaço grande, seco e fibroso de alimento poderá impactar no anel e acabar provocando vômitos.
3. Evitar alimentos líquidos e pastosos com muitas calorias. A cirurgia de Fobi-Capella não impede que dietas líquidas passem facilmente pelo anel. A saciedade não é percebida, pois o líquido passa rapidamente para o intestino sem distender as paredes do pequeno estômago. A hidratação dos pacientes fica facilitada mas se produtos como chocolates, doces, mingaus, leite condensado, cervejas, refrigerantes, sorvetes, pudins forem utilizados com freqüência o paciente pode não emagrecer ou até voltar a engordar.
4. Não beliscar. As refeições principais devem ser privilegiadas. Café da manhã, almoço e jantar bem balanceados são a garantia de um emagrecimento adequado e saudável. Quando se “belisca” as guloseimas não repletam o novo estômago e por isso não causam saciedade. Por esse motivo o paciente beliscador acaba repetindo este ato por várias vezes no dia e quando somamos todas as calorias ingeridas nessas beliscada no decorrer de 24 h acabamos descobrindo que a obesidade poderá voltar. Além de qualidade nutricional inferior, as guloseimas beliscadas tiram o apetite do paciente impedindo que ele faça um almoço ou um jantar adequado.
5. Muita calma e paciência nas refeições. Comer depressa não mais será possível. Comer devagar, pausando entre uma garfada e outra, mastigando bem e saboreando os alimentos passará a ser um novo hábito. Uma refeição principal deverá demorar aproximadamente 30 minutos e com cerca de 300gr o paciente deverá se sentir saciado.
6. O emagrecimento é gradativo, dura em média 12 meses, quando então se estabiliza em um patamar aproximadamente 40% menor em média. O resultado depende das condutas do paciente. Mudanças corporais, de hábitos, psicológicas, sociais e até na esfera familiar poderão ocorrer de forma variável assim como a obesidade também interfere de forma variável na vida de pessoas diferentes com histórias diferentes. 

DÚVIDAS MAIS COMUNS QUANTO À CIRURGIA NA TÉCNICA DE FOBI-CAPELLA
  1.  Tempo médio de duração de 2 h de cirurgia. 
  2. Anestesia é geral.
  3. O material dos grampos é de titânio e permanece inerte no paciente, sem reações.
  4. O anel é de silicone e também não provoca “rejeições”. Raros casos de deslizamentos e migrações podem ocorrer (aproximadamente 3 %).
  5. O anel não se alarga com o tempo.
  6. O pequeno estômago não volta a ficar grande com o tempo.
  7. O novo estômago não pode ser confeccionado "um pouquinho maior" justamente para se evitar o retorno da obesidade.
  8. Não se retira nenhum órgão nessa cirurgia.
  9. A cirurgia é potencialmente reversível.
  10. O grande estômago residual isolado passa a ter certa proteção e não apresenta úlceras ou tumores além das expectativas.
  11. O estômago isolado não atrofia.
  12. O estômago isolado não mais será avaliado por endoscopia.
  13. Complicações e até óbitos podem ocorrer apesar de todos os preparativos e de todas as precauções tomadas.
  14. O emagrecimento é gradativo e se estabiliza em aproximadamente 12 meses desde que o paciente siga as orientações.  
  15. A perda de peso média é de aproximadamente 40% do peso inicial do paciente
  16.   O paciente não emagrece indefinidamente. O equilíbrio no peso inicial é conseguido com as orientações da nutricionista.
  17.  A maioria dos pacientes não persiste com vômitos. Os vômitos só serão freqüentes se o paciente insistir em erros antigos e continuar a comer depressa e sem mastigar. 
  18. Um comprimido polivitamínico diário, pelo resto da vida, deve ser tomado para completar a nutrição dos pacientes operados. 
  19. Exames laboratoriais periódicos ( a cada 3 meses no início) devem ser realizados.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

EU ERA ASSIM...

EU ERA ASSIM...
pesava entre 55kg e 65kg que foi meu maior peso até então!

antes de engordar + - em 2000

VÍDEOS INTERESSANTES::

Loading...

EU RECOMENDO:


Bye Bye Gordura

Postagens populares